• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Luto: o que é certo e errado na hora de consolar alguém que perdeu um familiar?

    A pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19) acabou levando embora muitas pessoas, dentre elas, muitos pais, mães, irmãos e outros familiares. Para se ter uma ideia, de acordo com um estudo da Lancet realizado no dia 20 de julho, cerca de 1,5 milhão de pessoas ficaram órfãs de pai ou mãe no mundo. 

    Nesse contexto, lidar com o luto acaba se tornando ainda mais complicado, principalmente se for dos seus pais. Pois imagina ter que lidar com datas especiais como o Dia dos Pais ou Dia das Mães, que homenageiam aqueles que nos criaram e deram amor desde sempre, tendo perdido os seus progenitores. Essa se torna uma situação difícil.

    Com tantas mortes ocorrendo à nossa volta, fica difícil entender e conseguir exercer a empatia para com amigos ou familiares que perderam algum ente querido durante a pandeia. Isso porque, dependendo da forma como se consola alguém, você pode piorar ainda mais a situação.

    É sobre esse assunto que falaremos no texto de hoje. Confira!

    O que dizem os especialistas sobre o luto?

    De acordo com os especialistas em saúde mental, vivenciar a perda é algo necessário para todas as pessoas, pois só assim podemos seguir em frente sem deixar nenhum sentimento guardado.

    Solicitação de DPVAT

    Mesmo que se tente esconder, o luto só descansa quando é sentido e não há outra forma de passar por ele se não for vivenciando. Dessa forma, a pessoa precisa por essa dor da perda e não tem nada o que possamos fazer a não ser consolá-la. Contudo, a maneira como se consola deve ser bem pensada, pois, a empatia é a melhor forma de ajudar uma pessoa enlutada.

    Uma ótima forma de ajudar alguém que perdeu um ente querido é só se mostrar presente, por exemplo. É importante lembrar a pessoa que ela não está sozinha e que pode contar com a ajuda efetiva de alguém.

    Legitimar o momento que a pessoa está vivendo também é uma forma de ajudar. Não cobre a pessoa para que ela esteja bem, pois isso não cabe nesse momento, pois o primeiro passo para recuperação é viver a dor da perda.

    É possível que a pessoa que perdeu alguém não queria falar sobre o luto. Contudo, você pode ajudar a pessoa de outras formas. Se ofereça para fazer as compras da casa, cuidar das crianças por um período de tempo, cozinhar e assim por diante.

    Gestos como esses podem significar muito mais do que palavras para uma pessoa que perdeu alguém querido e viu sua realidade se transformar de uma hora para outra.

    Quando for falar com uma pessoa enlutada diga frases leves que passem confiança, como “’eu estou aqui por você”, “fique à vontade para desabafar”, dentre outras. Sempre se mostre um bom ouvinte e reafirme essa posição de ouvinte para a pessoa.

    É muito importante respeitar os limites de uma pessoa enlutada. Prefira ouvi-la em silêncio, pois basta estar presente com a pessoa para que ela se sinta mais acolhida.

    O que não se deve falar para uma pessoa em luto?

    É comum ouvir frases de efeito durante um velório, mas é importante saber o que falar e o que não falar, pois muitas vezes isso pode piorar a situação da pessoa. Evite frases como: “você é muito mais forte do que eu seria”, ”talvez tenha sido melhor”, “siga em frente”, “eles estão em um lugar muito melhor” ou “ele cumpriu sua missão”.

    Esses tipos de frases invalidam o luto que a pessoa está passando e sentindo. Mesmo o luto não precisando ter uma validação externa, é importante contar com um suporte emocional para que o processo seja menos traumático.

    O luto é um processo muito singular e cada pessoa sente a perda de forma diferente. De acordo com especialistas, a dor da perda precisa de espaço interno para ser contextualizada e isso requer tempo.

    Como ajudar uma pessoa enlutada?

    Como já mencionamos, a empatia é sempre o melhor caminho para ajudar uma pessoa enlutada. Pois somente se colocando no lugar do outro é que sabemos como reagir a certos tipos de situações.

    Perguntar como pode ser útil e como pode ajudar a pessoa enlutada é uma ótima forma de se fazer presente nesse momento tão complicado que é o luto. Expressões como “’não imagino o tamanho da sua dor, mas estou aqui com você” podem aproximar você da pessoa sem que você seja invasivo.

    Terapia do luto pode ajudar

    A terapia do luto pode ser algo muito benéfico para uma pessoa que perdeu um ente ou amigo querido. Esse tipo de terapia se baseia na teoria do apego, que afirma que os seres humanos são biologicamente programados para buscar, formar e manter relações próximas.

    A terapia do luto é uma forma mais completa de se lidar com o processo de luto, pois ela inclui elementos extraídos tanto da terapia interpessoal (IPT) e da terapia cognitivo comportamental (TCC).

    De uma forma geral, as técnicas de TCC se baseiam em processos relacionados à perda, focando principalmente em sintomas de memórias intrusivas dolorosas e comportamentais.

    Já as técnicas de IPT são mais voltadas a restauração, ajudando o paciente a se reestabelecer e conseguir uma nova conexão com novas metas de vida.

    Deixe um comentário