• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Quanto custa um caixão? Descubra agora!

    Necessário providenciar todas as medidas necessárias para a execução de uma despedida adequada. O caixão é peça central na realização desse evento. Porém, como saber qual é o modelo mais adequado? Quanto custa um caixão? Ele está incluso em um pacote de plano funerário? As respostas para essas e outras perguntas se encontram na leitura abaixo. Confira!

    Por que ter medo da morte?

    Enquanto somos, a morte não existe, e quando ela passa a existir,

    nós deixamos de ser.

    (Epicuro, 341 a.C. – 270 a.C.)

    Mão com rosa branca, simbolizando paz e descanso.

    A partir do momento que um familiar, ou um amigo próximo, tem a sua passagem pela vida terrestre  encerrada, deve-se pensar na organização de sua despedida. Para isso, dentro de todas as medidas que devem ser tomadas, encontra-se a escolha de um caixão adequado. Porém, quanto custa um caixão? Quais são as suas particularidades? O que um caixão deve ter?

    Muitas pessoas podem achar que existe uma opção única de caixão, com algumas pequenas mudanças como o tamanho e largura. Porém, não é bem assim. 

    Como você percebeu nas perguntas iniciais deste artigo, existe um mundo de possibilidades que envolvem esse instrumento, de acordo com as vontades e as condições financeiras de cada família.

    Assim, para achar o caixão mais adequado, deve-se realizar uma pesquisa de preço com relação aos modelos, preços e opções variadas de caixão para realizar a despedida desse ente querido da melhor maneira possível.

    Consulta Gratuita Benefícios Sociais

    Além disso, deve-se pensar também na realização de um enterro simbólico e apropriado, juntamente com todas as providências que devem ser tomadas na organização desse.

    Desse modo, a presente leitura tem como objetivo elucidar todos esses pontos, no intuito de facilitar a transmissão desse conhecimento para você, leitor. 

    Pois, compreender a existência de diferentes modelos de caixões, e ter uma noção dos valores dos caixões disponíveis no mercado, é de extrema importância para todos esses familiares e amigos, responsáveis pela realização dessa despedida.

    Portanto, continue conosco e descubra tudo sobre o quanto custa um caixão. Será um ganho de conhecimento considerável! 

    Ainda destacamos que o luto desses entes queridos é algo muito presente nesse processo. Assim, tenha em mente que é preciso viver o luto. Confira  essa leitura, e muitas outras, no nosso blog!

    Qual o preço de um enterro?

    Assim como tudo na vida, a realização de um enterro envolve uma série de gastos e custos. Dados da Associação Brasileira de Empresas de Diretores do Setor Funerário (ABREDIF) afirmam que o custo médio de um enterro no Brasil é de R$ 2500,00, segundo informações do Portal IG.

    Porém, cabe destacar que esse valor pode aumentar progressivamente conforme sejam acrescentados outros eventos e/ou decida-se investir um pouco mais na qualidade dos produtos e serviços contratados.

    Dentes principais atividades e serviços envolvidos em um enterro, devem se destacar pelo menos as seguintes:

    • Preparação do corpo: a chamada “tanatopraxia“, no intuito de conservar o corpo por até 3 dias, até a data do enterro. Pode custar em torno de R$ 800,00
    • Translado do corpo: normalmente esse valor está incluso com o valor do caixão: aproximadamente R$ 900,00;
    • Aluguel e decoração para a realização do velório: por volta de R$ 300,00;
    • Sepultamento: por volta de R$ 500,00;
    • Cremação: pode custar valores entre R$ 2.500,00 e R$ 7.000,00;
    • Taxa de exumação: normalmente oscila entre R$ 80,00 e R$ 500,00.

    Valores variam de local para local

    Todos esses serviços são indispensáveis para a realização adequada de um enterro. 

    Destacamos que esses preços são referentes a serviços prestados e contratados na cidade de São Paulo (SP), com alguns valores se alterando para mais ou para menos conforme muda a cidade/estado.

    Cabe destacar ainda que, o período da pandemia da Covid-19 foi uma época muito difícil para todos os brasileiros, em especial para os paulistas, sendo o estado com o maior número de falecimentos por essa grave doença. 

    Com notícias ruins, envolvendo número de mortos sendo atualizado diariamente, pode-se dizer que foi uma experiência única e psicologicamente desgastante para diversos cidadãos. 

    Foi pensando nisso que elaboramos leituras especiais nesse período, mas que podem ser aproveitadas em qualquer época da vida. Nessas, abordamos a vivência do luto na pandemia e o papel de repensar e significar essa  etapa durante todo esse processo. 

    Bom, agora que você já sabe tudo do valor de um enterro, que tal conferir quanto custa um caixão? Para isso, confira o tópico abaixo. Aproveite!

    Existem modelos de caixões distintos? Qual escolher? 

    Assim como qualquer produto disponível para compra no mercado, existe uma série de opções de modelos de caixões, cada um tendo suas devidas particularidades.

    Portanto, além de saber quanto custa um caixão, deve conhecer quais são as especificidades que devem estar presentes no modelo mais adequado para cada rito. Assim, confira abaixo algumas dessas variedades.

    Tipo da madeira

    Despedida em um caixão de madeira escuro: tradicional e reconfortante.

    A madeira é certamente o material mais comum para a composição de um caixão. Porém, existem diferentes materiais derivados da madeira, uns mais nobres e outros mais sustentáveis.

    Dentre esses materiais mais nobres, feitos de madeiras de uma qualidade extremamente elevada, destacam-se:

    • Carvalho,
    • Mogno,
    • Cerejeira etc

    Porém, existem ainda aqueles que preferem madeiras mais sustentáveis, e de um valor um pouco mais acessível, tais como:

    • MDF,
    • Pinus,
    • Madeira advinda de reflorestamento etc

    Portanto, decida qual é o mais adequado e o de sua preferência pessoal

    Algumas pessoas preferem um enfoque no conforto e nobreza de um caixão, enquanto outras não se importam de priorizar a sustentabilidade e simplicidade nesse momento.

    Essa escolha pode ser feita tanto para o seu momento de partida, quanto para aqueles entes queridos, os quais você está preparando para organizar esse momento de partida.

    Acabamento

    Esses são os detalhes que irão estar presentes no caixão, o que pode conferir mais simplicidade ou elaboração neste momento de repouso. Dentre essas opções, podemos destacar:

    • Pintura elaborada ou mais básica,  com ou sem sombreamento e com a utilização de um verniz fosco ou brilhante.
    • Utilização do forro na parte interna do caixão, podendo esse ser de cetim, TNT ou  de outro material da preferência do comprador.
    • Outros acessórios decorativos, como enfeites de metal e/ou plástico e até mesmo de materiais como ouro e cristais.

    Tamanho e espessura

    Existem as medidas tidas como o padrão para o tamanho de um caixão. Estas são as seguintes:

    • Comprimento interno e externo: 2m e 2,05m, respectivamente;
    • Largura interna e externa: 0,70m e 0,89m, respectivamente;
    • Altura interna e externa: 0,395m e 0,435m, respectivamente.

    Porém, existem aqueles casos particulares, os quais o caixão  deve ter medidas mais específicas. Esses são os casos de óbitos de crianças, pessoas mais altas, mais baixas, com um sobrepeso acentuado etc.

    Portanto, fique atento para as particularidades de cada  modelo de caixão oferecido no mercado. 

    Leve em consideração os desejos do falecido enquanto vivo, ou então escolha aquelas opções que melhor se encaixarem em seus gostos.

    Porém, não esqueça de encaixar todas essas exigências no seu bolso. Ou seja, realize uma pesquisa de preços para cada opção de caixão no intuito de escolher aquele mais adequado para esse rito de passagem.

    Assim, você oferecerá o que há de melhor para o seu ente querido nesse momento tão importante, sem comprometer seu orçamento ou gerar novos problemas para o seu dia a dia.

    Quanto custa um caixão? 

    Diferentes modelos de caixões à venda. 

    Feitas as devidas introduções da importância de um caixão adequado para um enterro, juntamente com a exposição dos diferentes modelos e detalhes envolvidos na escolha de um exemplar, vamos falar um pouco agora sobre quanto custa um caixão.

    A resposta para essa pergunta obviamente não é fixa, podendo variar conforme todas as opções de caixões explicitados anteriormente.

    Modelos mais simples

    Porém, podemos adiantar que, atualmente, a média de valor de um caixão está em cerca de R$ 600,00

    Esse preço é referente a um caixão de madeira simples sem muitos detalhes ou acabamentos,  porém extremamente funcional. 

    Caso a família decida pela realização de pintura a mão no caixão, esse valor dificilmente ficará abaixo dos R$ 1000,00 dependendo do tamanho do serviço a ser contratado e do material a ser utilizado.

    Caixões luxuosos

    Cabe destacar ainda que, existem caixões disponíveis no mercado os quais o valor chega até a casa dos R$ 20.000,00. 

    Ou seja, esses exemplares possuem o que há de melhor em material, acolchoamento interno e diversas opções de  decoração e ornamento etc.

    Esses modelos geralmente são preferidos por pessoas com alto poder aquisitivo, como empresários e artistas. Portanto, não fique decepcionado caso você não consiga arcar com esse tipo de caixão para seus entes queridos.

    Como funciona o enterro gratuito?

    Por outro lado, podemos destacar que existe a opção de realizar um enterro gratuito, para que elas famílias que não tem condições de arcar com com os gastos envolvidos em todas as etapas de um enterro.

    Esse direito foi assegurado na cidade de São Paulo através da Lei 11.083/91, a qual contempla essas famílias com a cobertura de todas as etapas que envolvem a despedida de um parente, tais como  o próprio caixão,  translado do corpo, velório  e sepultamento, além da Identificação do local do enterro.

    Essa lei foi extremamente importante por assegurar a dignidade daquelas com menores condições de renda, porém que necessitavam enterrar seus parentes de maneira digna como qualquer outra família com mais condições.

    Portanto, diante do exposto neste tópico, ficou claro que, por mais que exista um valor médio mínimo para se adquirir um caixão, esse pode variar bastante conforme as preferências da família.

    Desse modo, caso você prefira, deixe claro seus desejos de como gostaria que realizassem seu enterro e suas despedidas

    Assim você já estará encaminhando suas preferências em vida, o que facilitará as decisões a serem tomadas pelos seus entes queridos.

    É pensando nessas decisões futuras que existem os chamados planos funerários familiares. É o que vamos abordar no tópico a seguir. Confira!

    Como funciona um plano funerário familiar?

    Conforme abordado no tópico anterior, fica claro que deve haver uma boa  organização financeira e uma elaborada preparação para o enterro. 

    Essas são as melhores aliadas para a realização de um momento de passagem tranquilo, o que se traduz também na análise de quanto custa um caixão.

    Para isso, é fundamental estar preparado no intuito de poder ofertar um serviço funerário de qualidade para seus entes queridos

    Ainda, é possível assegurar que o seu rito de passagem seja realizado do modo que você planejar, com as devidas decisões sendo tomadas ainda em vida.

    Portanto, evite pensar nos serviços ofertados por uma funerária como meramente o preparo e a despedida simples de um corpo. Esse não é um momento que deve ser cheio de tristeza e melancolia. 

    Muito pelo contrário, tente pensar nesses serviços oferecidos como uma espécie de preparo no intuito de iniciar uma nova etapa da vida

    É um ciclo que se encerra, tanto para aquele ou aquela que partiu, quanto para aqueles que ficaram, entre familiares e amigos.

    Para melhor entender esse momento, o qual todos nós iremos atravessar,  experimente assistir 5 séries que falam como lidar com o luto, com o objetivo de melhor lidar com essa situação.

    Importância do plano funerário familiar

    Assim, o encerramento dessa etapa da vida será atravessado de um modo muito mais tranquilo, sem tristeza profunda e aceitando esse ciclo natural da vida de todos nós.

    É isso que traz uma famosa frase do pensador Sócrates, que muito refletiu sobre nosso papel passageiro na terra e o que deixamos no momento de deixarmos esse plano:

    “Mas eis a hora de partir: eu para morte, vós para a vida. Quem de nós segue o melhor rumo ninguém o sabe, exceto os deuses.

    Sócrates (470 a.C.-399 a.C.)

    Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir as outras leituras do nosso blog. Lá você vai encontrar artigos preparados com todo o cuidado e a delicadeza que todos esses assuntos merecem ser tratados. 

    Deixe um comentário