Central de atendimento 24h
(011) 4780-5608

Qual a diferença entre sepultar e enterrar?

sepultar e enterrar

Você sabia que sepultar e enterrar são duas coisas bem diferentes? Além disso, são utilizadas de várias maneiras por cada lugar, país e, até mesmo, em cada época.

A maioria das pessoas acredita que sepultar e enterrar são sinônimos, mas são duas coisas bem diferentes.

Porém, ambas são lembradas quando um ente querido se foi e é preciso tomar todas as providências e burocracias depois do falecimento. Porque sempre quando isso acontece, é preciso tomar várias decisões em relação ao sepultamento e velório, por exemplo.

Quer saber qual a diferença entre sepultar e enterrar? Então, continue lendo que vamos contar tudo para você!

Que tal saber a diferença entre sepultar e enterrar?

1 – Enterrar

O enterro ou enterrar alguém que se foi é fazer isso sem que exista um lugar adequado para o enterro. 

Ou seja, é literalmente enterrar, colocar o corpo em uma cova, sem nem ao menos precisar de um caixão ou velório. E, além disso, sem um lugar adequado.

O enterro vem desde os tempos mais antigos, provavelmente 6.000 AC e tinha outra finalidade. Por exemplo, na pré-história era comum enterrar os corpos para evitar que os animais sentissem o cheiro.

Normalmente, eram enterrados longe do povoado nômade, o que traria mais segurança em relação a ataques.

Antigamente, o enterro era muito utilizado e não existia o velório, mas nos dias de hoje, ele só é permitido quando feito dentro de um cemitério usando caixão.

Além disso, o enterro naquela época era muito diferente dos costumes de hoje em dia. E, desde quando surgiram os cemitérios, não se pode mais enterrar alguém fora dele.

2 – Sepultar

O sepultamento ou sepultar um ente querido está relacionado com todo um local e processo para isso, como um local estruturado para a pessoa e cerimônias.

Ele surgiu com o nascimento das igrejas, tendo como exemplo as pirâmides do Antigo Egito, que são consideradas um tipo de sepultura porque os corpos estão lá para o descanso eterno.

Nessa época, muitas pessoas velavam o ente querido nas igrejas – o que muitas vezes só era permitido para quem tinha destaque na sociedade – ou na própria casa.

Independente de como é feito o sepultamento em cada país, ele é o mais utilizado em todos os lugares.

No sepultamento pode ser usado caixão ou urna cinerária, no caso da cremação.

Vamos falar um pouco sobre a cremação a seguir.

Sepultamento e cremação: alguns conceitos!

A cremação é algo que está crescendo cada vez mais no Brasil e em todos os lugares, apesar de alguns receios por parte de alguns deles.

Isso ocorre porque ela não polui o meio ambiente, tanto econômica como socialmente, fazendo com que não seja preciso enterrar o corpo e esperar a sua decomposição e ainda utilizar menos espaços no cemitério.

Apesar da cremação estar tendo destaque nos tempos de hoje, ela existe há mais de três mil anos, surgindo entre os romanos e os gregos.

Para eles, a cremação era considerada um destino para os mortos, deixando o enterro somente para as pessoas que fossem assassinas e ladrões, por exemplo.

Por qual optar: cremação ou enterro?

Percebeu como sepultar e enterrar são bem diferentes? Com isso, quando perdemos alguém querido é preciso saber o desejo da pessoa antes de falecer, se ela queria ser cremada, por exemplo.

Depois disso, definir como será feito o sepultamento, pensando no local e em todas as homenagens que devem ser feitas para a pessoa que se foi.

Assim, após a escolha de que maneira ela será sepultada é preciso planejar o velório de acordo com a tradição da família e do local.

Todo o processo de sepultamento e velório vai ajudar os familiares a passarem para a etapa do luto.

Enfim, deu para entender que sepultar e enterrar tem diferenças, sendo o primeiro o que está mais entre nós atualmente, já que sempre colocamos as pessoas queridas em sepulturas. Enquanto o enterro é somente o ato de enterrar alguém, sem nenhum preparo.

Gostou do artigo? Ficou mais claro as diferenças entre sepultar e enterrar? Então, compartilhe para que outras pessoas comecem a aprender a diferença entre sepultar e enterrar e saibam como proceder com o ente querido.

Deixe um comentário