Central de atendimento 24h
(011) 4780-5608

Jazigos, sepulturas e mausoléus: Quais as diferenças?

No momento da passagem de um ente querido, podem surgir dúvidas sobre o que são algumas estruturas de um enterro. Dentre essas dúvidas, as mais frequentes são as que giram em torno das diferenças entre um jazigo, sepultura e um mausoléu. Nesse artigo, vamos explicar o que é cada um desses, além de pontuar suas diferenças e recomendações. Confira e boa leitura!

Lápide em cemitério em dia tranquilo.

Após a passagem de um ente querido dessa vida, passamos a nos deparar com uma série de termos que provavelmente nunca ouvimos falar antes. Jazigos, sepulturas e mausoléus, são termos que não ouvimos todos os dias, mas teremos maior contato a partir desses momentos de perda. Porém, quais são as diferenças entre esses? É o que vamos abordar no artigo a seguir.

Sabemos que, especificamente os jazigos e as sepulturas causam bastantes dúvidas sobre o que são e para que servem

Portanto, iremos buscar, inicialmente, as suas definições no dicionário, tendo em vista esclarecer seu sentido literal. Após isso, explicaremos melhor suas funções.

Explicaremos,  também,  a definição e o propósito da construção dos mausoléus. Essas, são grandes estruturas que apresentam objetivos específicos. Você conhecerá um pouco mais sobre esses a seguir.

Benefícios Sociais - DPVAT

Por fim, destacaremos a importância de possuir um planejamento emocional e financeiro, para quando esse momento de despedida chegar. Para isso, todo o conhecimento sobre o assunto adquirido na leitura deste artigo será de fundamental importância nessa etapa.

Desse modo, não perca tempo e confira todo esse conteúdo, e mais diversos outros, disponíveis no nosso blog, que foram preparados exclusivamente para você! Boa leitura!

Jazigo: o que é e para que serve?

De início, vamos conferir o significado de jazigo no dicionário. De acordo com o Dicionário Online de Português, o jazigo seria: “[t]ipo de construção, num cemitério, usada para sepultar várias pessoas de uma mesma família; monumento funerário”.

Essa é a definição mais básica e clara do que seria um jazigo. Ou seja, esse seria o local utilizado para se realizar o sepultamento do corpo, já na terra

Além disso, é possível realizar a aquisição de mais de um espaço no mesmo jazigo, no intuito de acomodar toda uma  família, que permanecerá reunida na eternidade.

Esses espaços são chamados de gavetas, com alguns modelos ainda oferecendo a possibilidade de se ter um recinto reservado para se armazenar os ossos desse ente querido enterrado

Isso tudo tem como objetivo, quando o corpo se decompor, realizar  a transferência desses ossos para um ossário.

Desse modo, mais espaço será disponibilizado, o que contribui bastante para reduzir o quadro de superlotação nos cemitérios

Esses jazigos podem ser divididos baseados no número de gavetas disponíveis, sendo os mais comuns os modelos:

  • Simples: possuindo 3 gavetas;
  • Especial: com 4 gavetas
  • Duplo: com 8 gavetas

Compra de um jazigo

Escolhido o tipo de jazigo, é realizada a compra do mesmo, juntamente com um acordo do pagamento de um valor mensal referente à manutenção desse. Existem ainda os jazigos  que variam conforme o tempo de utilização,  podendo esse ser:

  • Perpétuos: que podem ser utilizados para todo o sempre pela família e o
  • Temporário: para aqueles que preferirem utilizar um jazigo de maneira temporária,  ou não tiverem condições de adquirir um perpétuo.

Cabe destacar ainda que o tempo de utilização de um jazigo temporário é de mais ou menos 5 anos. Passado esse tempo, a família tem a obrigação de retirar os restos corporais desse ente querido.

Existem diversas opções de jazigos no mercado, conforme mostra a imagem acima. 

Portanto, escolha qual é o modelo de jazigo mais em conta para sua família, tanto em quantidade de gavetas quanto de acordo com a sua condição financeira. Tenha em mente que, para  isso, um bom planejamento familiar é essencial.

Sepultura

Assim como fizemos com os jazigos, vamos olhar a definição de sepultura no dicionário. No Dicionário Online de Português, a sepultura seria: “a cova; local onde se enterram os mortos”. Ou seja, a sepultura nada mais é do que o lugar no qual o falecido é enterrado no cemitério. 

Benefícios Sociais - INSS

Esse é um conceito um tanto quanto mais claro de se compreender. Portanto, para o estabelecimento de um jazigo, é necessário então a preparação e adequação de uma sepultura

Todos esses aspectos devem ser muito bem pensados e elaborados pelos cemitérios, uma vez que esses são os responsáveis por cavar, preparar, organizar e distribuir adequadamente, além de cuidar da manutenção das sepulturas.

Por fim, falta abordarmos o que seriam os famosos mausoléus. E é sobre isso que falaremos a seguir.

Mausoléu

Mausoléu: estrutura imponente.

O mausoléu é uma tumba grandiosa, sendo representada por estruturas de grande porte e de alto  cunho artístico. Normalmente, essas estruturas são construídas por aqueles falecidos adivinhados de famílias nobres, ou para aquelas pessoas famosas em vida.

Muitas vezes, esses mausoléus são responsáveis por acomodar histórias de famílias inteiras, contando uma história e servindo até mesmo de atração turística em alguns casos. É o caso de diversos mausoléus famosos espalhados ao redor do mundo.

Muitas pessoas acabam nem desconfiando que grandes estruturas mundiais famosas nada mais são do que mausoléus. Dentre esses mausoléus de grande importância histórica, temos:

  • Taj Mahal, na Índia: construído por um imperador para homenagear sua esposa.
  • Pirâmides do Egito: construído para armazenar os corpos de três grandes faraós, Quéops, Quéfren e Miquerinos
  • Mausoléu de Abraham Lincoln, nos Estados Unidos: erguido para homenagear o presidente mais famoso dos Estados Unidos.

Esses, são só alguns exemplos dos mausoléus mais famosos do mundo. Para conferir a lista completa, incluindo fotos e mais explicações, confira essa outra leitura do nosso blog.

Custo do enterro em um mausoléu 

Por fim, cabe destacar ainda que o custo de ser enterrado com um mausoléu acima de seu túmulo é extremamente alto

Esses valores podem atingir a casa das centenas de milhares de reais, especialmente porque deve ser elaborado todo um plano de arquitetura e design para a construção de um mausoléu imponente. 

Portanto, muito provavelmente, será melhor você somente conhecer esses grandes mausoléus, sem o objetivo de construir uma estrutura para você mesmo. 

Porém, caso se interesse na construção de um desses para você e sua família, o correto é entrar em contato com a direção de um cemitério e descobrir quais as recomendações a serem seguidas.

Diante do exposto acima, como saber qual é a estrutura (jazigo, sepultura, mausoléu) mais recomendada para mim e minha família? É isso que abordaremos na seção final deste artigo. Confira!

Qual é o mais recomendado?

Cemitério urbano clássico.

A partir do momento em que começamos a pensar na nossa morte ou de nossos familiares, é muito importante realizar um planejamento adequado

Dentre esses planejamentos, faz-se necessário decidir quanto estamos financeiramente dispostos a investir nesse momento de passagem, além de pensar sobre como vamos organizar esses momentos.

Portanto, faz-se necessário resolver, primeiramente, qual é o tipo de jazigo que você e sua família pretendem adquirir. 

Para isso, leve em conta as opções de modelos apresentadas nesse artigo, além do tempo de ocupação ou qual você estará adquirindo.

Além disso, é muito importante a escolha de um cemitério que preste um serviço de qualidade, com todo o cuidado e atenção que esse momento requer. Analise fatores como:  proximidade, tradição, custo, taxas de manutenção etc

Todos esses fatores, como a organização de um funeral, a escolha do local do sepultamento, jazigo e a possibilidade da construção de um mausoléu, devem ser muito bem pensados por você e toda sua família.

Critérios para decidir qual estrutura utilizar

Essas decisões devem levar em conta diversos critérios, e, principalmente, o legado que vocês gostariam de deixar

Desse modo, pense nessas resoluções como uma preparação para uma despedida adequada, buscando os melhores serviços disponíveis.  

Assim, tente imaginar essas definições como um preparo para iniciar uma nova etapa da vida. Sendo o encerramento de um ciclo, para aqueles que se foram e para aqueles que permanecem aqui.

Para melhor entender esse momento de passagem, e o luto o qual costuma vir acompanhado, experimente ler sobre o luto e como melhor lidar com essa situação, no intuito de melhor lidar com essa situação.

Desse modo, o fim dessa etapa da vida vai ser sentido de maneira mais tranquila, evitando uma profunda melancolia e aceitando esse ciclo natural da vida de todos nós. É isso que traz um famoso poeta de Augusto dos Anjos:

E eu, que vivo atrelado ao desalento,

Também espero o fim do meu tormento,

Na voz da Morte a me bradar; descansa!”

(Augusto dos Anjos, 1884-1914)

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir as outras leituras do nosso blog. Lá você vai encontrar artigos preparados com todo o cuidado e a delicadeza que todos esses assuntos merecem ser tratados. 

Deixe um comentário