• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Dicas práticas de como diminuir as despesas com funeral

    Não deixe o acaso desestabilizar a sua organização financeira! Informe-se antecipadamente sobre as despesas com funeral e como não se endividar diante da morte.

    As despesas com funeral podem ser muito altas diante dos recursos financeiros de grande parte das famílias brasileiras. Ainda que os custos de uma cremação sejam mais baixos que os custos de um enterro, os valores nem sempre cabem no bolso e podem ser mais uma dor de cabeça nesse momento já tão delicado.

    Os produtos e serviços necessários para a realização de um velório e um funeral dignos são muitos. Somando tudo, um sepultamento, por mais simples que seja, pode ultrapassar o valor de R$7 mil, já a cremação custa de R$3 mil para mais.  

    Para saber como economizar as despesas com funeral é preciso entender cada um dos gastos envolvidos e buscar as melhores formas de contratar os serviços e comprar os produtos.

    Assim, um funeral organizado de última hora, sem pesquisa de prestadoras de serviços,  sem comparação de valores e sem conhecimentos sobre o que é necessário e o que é dispensável, acaba gerando despesas com funeral que poderiam ser evitadas, as quais, aumentam muito o valor dessa cerimônia.

    Solicitação de DPVAT

    É essencial organizar-se financeiramente também diante da morte, pois viver as fases do luto pode ser ainda mais difícil quando temos que, além de tudo, encarar uma dívida extensa por falta de reserva de dinheiro para o funeral.

    Por isso preparamos este artigo que vai evidenciar os meios para diminuir as despesas com funeral.

    Boa leitura!

    Serviços e produtos necessários para o enterro

    O enterro é mais caro que a cremação, pois exige, além dos gastos com as cerimônias (velório, decoração, necromaquiagem etc.) que seja adquirido ou alugado um jazigo, é preciso pagar pela construção do mesmo e também por sua manutenção.

    Para sermos enterrados, é preciso, literalmente, comprar um espaço no cemitério, algo que é dispensável quando optamos pela cremação. 

    Se não bastasse isso, o corpo sepultado, mais cedo ou mais tarde, terá que passar pela exumação, ou seja, precisa ser retirado da cova para liberar espaço para sepultar um recém-falecido.

    Esse processo também gera custos para a família, que tem que pagar para exumar e para transferir o restante dos restos mortais para o ossário, ou ainda para inumar novamente o corpo, em outras palavras: sepultar mais uma vez em outro local.

    Túmulo sofisticado.

    Quais as despesas com o enterro?

    Veja uma lista resumida dos serviços e produtos necessários para o sepultamento e que geram o grosso das despesas com funeral:

    1. Registro da certidão de óbito;
    2. Tanatopraxia/embalsamamento;
    3. Translado;
    4. Compra do caixão;
    5. Necromaquiagem;
    6. Decoração do caixão;
    7. Aluguel da sala do velório;
    8. Decoração do velório;
    9. Cerimonialista;
    10. Coveiro;
    11. Terreno;
    12. Construção da sepultura;
    13. Manutenção do jazigo;
    14. Exumação;
    15. Aluguel do ossário ou cremação dos ossos.

    Esses são os gastos mínimos, mas também podem ser incluídos:

    1. Compra e inscrição da lápide;
    2. Coroas de flores;
    3. Buffet para o velório;
    4. Cerimônia do cortejo fúnebre.

    As possibilidades de se realizar um funeral são muitas, variam de acordo com a vontade e as crenças das famílias. Assim, o valor também é variável, sendo dispensáveis alguns detalhes de homenagem e cerimônias, que podem influenciar nos preços e diminuir as despesas com funeral.

    Para saber em detalhes quanto custa um enterro no Brasil, nas cinco regiões, acesse o artigo: O preço da morte: quanto custa um enterro?

    Serviços e produtos necessários para a cremação

    A cremação não exige a compra ou o aluguel de um jazigo, apesar de que depositar as cinzas em um cemitério é uma opção para quem quer manter os restos mortais do ente querido em um local sagrado.

    Ainda assim, é possível gastar menos do que se gastaria com um sepultamento, que apresenta gastos futuros com a exumação. Aliás, não é necessário construir um jazigo com cova completa para armazenar uma urna em um cemitério, é possível encaminhar a urna de cinzas para gavetas de cemitérios verticais, entre outras opções mais baratas. 

    Forno de cremação.

    Quais as despesas com a cremação?

    Apresentamos, então, uma lista dos produtos e serviços necessários para a cremação:

    1. Registro da certidão de óbito;
    2. Embalsamamento;
    3. Translado;
    4. Compra do caixão;
    5. Compra da urna;
    6. Necromaquiagem;
    7. Decoração do caixão;
    8. Aluguel da sala do velório;
    9. Decoração do velório;
    10. Cerimonialista;
    11. Taxa de cremação;
    12. Diária em câmara fria;

    Além disso, é possível incluir no orçamento os seguintes itens, ainda que sejam optativos:

    1. Coroa de flores;
    2. Cortejo fúnebre;
    3. Buffet para a cerimônia;
    4. Paramentos para a cerimônia antes da cremação;

    A família terá um gasto muito variável de acordo com a urna para cinzas que desejar

    Essa escolha vai depender do que se pretende fazer com as cinzas, podendo adquirir uma urna simples, se deseja mantê-la em um cemitério ou fazer a aspersão dos restos mortais em algum local significativo para o falecido. 

    Ou ainda pode optar por urnas mais sofisticadas para serem exibidas em altar na própria residência. Há opções de urnas biodegradáveis, que podem ser um pouco mais caras. 

    Outra possibilidade são alternativas que dispensam as urnas, mas que são igualmente custosas, como colocar as cinzas em uma ampulheta ou transformá-las em um diamante.

    Encontre mais informações sobre os custos da cremação no artigo: Você sabe quanto custa a cremação no Brasil? Descubra agora.

    Despesas com homenagens póstumas

    As homenagens póstumas são outro fator que geram altos gastos, mas é possível ser criativo para que o falecido mantenha-se sempre lembrado, ainda que sem um alto investimento.

    Veja uma lista de homenagens póstumas emocionantes, mas de baixo custo e não gaste muito para realizar esse tributo!

    Aspergir as cinzas de cremação

    Essa homenagem só terá um alto custo se você tiver que realizar uma longa viagem para poder chegar ao local em que deseja dispensar as cinzas. 

    Esse é um ato simbólico muito significativo, que pode ser a custo zero se optar-se, por exemplo, por aspergir as cinzas no jardim da residência ou em algum lugar significativo para o falecido que esteja dentro do próprio município.

    Confira mais opções do que fazer com as cinzas! Leia também: A vida é uma joia, mas as cinzas de cremação podem ser… um diamante! Saiba como transformá-las.

    Missa do sétimo dia

    É uma tradição de longa data no Brasil, que pode ser muito barata quando a preocupação está voltada para a qualidade da cerimônia e não para os ornamentos e decorações do local.

    Entenda como funciona e como organizar essa homenagem: Missa de sétimo dia: como marcar e como convidar os amigos e parentes para a homenagem.

    Obituário

    É uma maneira de tornar pública a morte, além de dedicar as palavras finais para o falecido. Quando publicada em um jornal, pode até ser que gere despesas, mas com a internet é possível publicar o obituário gratuitamente.

    Aprenda de onde surgiu e como escrever um obituário: O que é obituário? Faça um e evite o esquecimento.

    Nota de falecimento

    É outra homenagem em forma de texto, em que se pode escrever um belo depoimento sobre as qualidades e as conquistas do falecido ao longo de sua vida e marcar na memória o momento de passagem da vida para a morte com certa positividade e custo reduzido.

    Quer mais detalhes? Encontre dicas no artigo a seguir: Aprenda a escrever uma nota de falecimento.

    Há muitas formas de homenagear um falecido de maneira adequada e evitando despesas exorbitantes. Encontre mais opções lendo: Homenagem póstuma: nunca é tarde demais para relembrar.

    Como evitar despesas com funeral?

    Além de selecionar com o que se irá gastar no momento de organizar um funeral e de escolher a homenagem póstuma mais adequada, é preciso organizar-se financeiramente para a morte.

    Grande parte dos brasileiros endividados chegam a essa situação por falta de planejamento. Mas a morte também faz parte da vida. 

    Assim, do mesmo modo que nos organizamos para adquirir uma casa própria ou um automóvel, é preciso ter os meios para bancar as despesas com funeral.

    Atualmente, a melhor maneira de economizar com o funeral, seja por meio do sepultamento ou da cremação, é buscando os serviços de uma assistência funerária.

    Essas agências possuem os melhores contatos de prestadoras de serviços de qualidade que atendem às mais diversas necessidades para a elaboração de um funeral completo e digno, e têm acordos para oferecer aos clientes produtos e serviços a preços reduzidos.

    Assim, além de evitar exorbitantes despesas com funeral, o cliente não precisa se dar ao trabalho de realizar a pesquisa de mercado tão necessária e desgastante.

    Saiba mais em: Qual a melhor assistência funeral para a sua família? 

    Como planejar-se antecipadamente para cobrir as despesas com funeral?

    Atualmente, planejar-se para o momento da morte é muito simples, as agências funerárias fazem todo o serviço para você. 

    Assim, não é preciso montar uma poupança, fazer economias mensais ou designar alguém da família para ficar responsável pelos preparativos.

    Você pode ter tudo isso por meio de um plano funerário. Os planos são assinados mediante pagamento de parcelas mensais acessíveis e fixas, que incluem todos os itens de produtos e serviços que listamos anteriormente, além do seguro decesso.

    Assim, você garante um funeral de qualidade para todos os membros da família, pagando valores reduzidos e podendo inclusive adquirir jazigo familiar por um valor muito mais baixo que aquele cobrado quando se faz a compra diretamente com os cemitérios.

    A grande vantagem é estar preparado para qualquer imprevisto trágico, com qualquer membro da família. Mas, mais importante ainda é o fato de ter uma segurança financeira e não ter de correr atrás de todos os detalhes preparando um funeral de última hora.

    Saiba mais: Plano funerário é a melhor opção para quem quer gastar menos? – Central Funerária.

    Garanta o seu plano funerário!

    Convencido de que o plano funerário é a melhor maneira de evitar despesas com funeral? 

    Talvez este artigo não tenha sido suficiente para que você compreenda totalmente quais são as vantagens em contratar um plano funerário, no entanto deu para ver bem quão caras e complexas são as despesas com funeral.

    Aliás, a contratação de um plano funerário precisa ser feita com muita atenção e consciência, apenas depois de analisar todos os detalhes dos serviços. Assim, convidamos você a se informar com precisão e transparência sobre os planos funerários da Amar Assist. Confira: Plano Funerário Familiar – Opção Sem Carência (amarassist.com.br).

    Leia também: Saiba como funciona um plano funerário e porque contratar.

    Deixe um comentário