• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Como acontece uma cerimônia de cremação no Brasil? Descubra tudo agora!

    A cerimônia de cremação no Brasil é algo muito recente, mas que vem ganhando novos adeptos a cada ano. Descubra como ela funciona e os valores de tal ação!

    A prática da cerimônia de cremação no Brasil tem sido mais comum agora no século XXI, isso porque o país sempre foi majoritariamente católico por conta das influências da colonização portuguesa e a cremação era proibida pela igreja.

    No entanto, recentemente a Igreja Católica revogou a proibição desse ato, de maneira que os brasileiros passaram a otimizar os procedimentos de cremação e hoje há muito mais opções para realizar a cremação invés do sepultamento.

    E muitas pessoas têm optado pela cremação, já que ela é uma maneira de facilitar a infraestrutura dos cemitérios e realizar funerais sustentáveis e ecologicamente respeitosos. 

    Um artigo que lhe trará mais informações sobre o problema infraestrutural dos cemitérios está disponível no blog da Central Funerária. Acesse: A Prefeitura de São Paulo irá abrir 600 valas por dia e estuda construção de cemitério vertical na cidade

    Assim, quando se decide por realizar a cremação os cultos e homenagens fúnebres tradicionais podem ser mantidos e o momento do funeral ganha novas possibilidades cerimoniais.

    Quer conhecer em detalhes como funciona a cerimônia de cremação em nosso país e saber quanto ela custa? Então, não deixe de ler esse artigo até o final e fique por dentro desse assunto.

    Para realizar a cerimônia de cremação é preciso transportar o falecido, saiba mais: Como funciona o translado funerário? Quais os tipos existentes?

    O que é a cremação?

    A cremação é o ato de incinerar o corpo e transformá-lo em cinzas. O procedimento é realizado há muito tempo, próprio das cerimônias fúnebres de religiões orientais, tal como o budismo e o hinduísmo.

    Nos primórdios da Idade Média os cristãos também realizavam a cremação, no entanto os ortodoxos e aqueles que seguem os islamismo não permitem a cremação, por ser contraditório ao evento biblíco do sepultamento de Cristo

    Assim, segundo alguns grupos adeptos ao cristianismo, o ato da cremação inibe a possibilidade de ressurreição, tal qual ocorreu com Jesus em uma das passagens bíblicas mais famosas e importantes.

    Ainda assim, essa questão faz parte de um pensamento antigo e é reproduzido hoje por religiosos conservadores. 

    A Igreja Católica não mais condena a cremação uma vez que essa prática é a mais adequada para a sociedade atual que tem um crescimento demográfico exponencial. 

    Afinal, o sepultamento em grande escala causa impactos negativos no meio ambiente e exige uma infraestrutura que já não é realizável: quanto mais gente no mundo, mais mortos. Não há espaço nos cemitérios para todo mundo e esse vem sendo um problema global.

    Diante disso, a cremação vem se tornando muito mais adequada para os tempos atuais. As burocracias estão cada dia mais facilitadas e qualquer um pode garantir sua cremação por meio da declaração de vontade.

    Descubra mais informações sobre a cremação na cultura oriental lendo o artigo: A morte do outro lado do globo: conheça o funeral no Japão.

    Crematório com tecnologias avançadas.

    Como é feita a cremação?

    Após o falecimento, o corpo passa pelos procedimentos de preparação. Na maioria dos casos é realizada a tanatopraxia, que conserva o corpo por 24h a fim de serem realizadas as cerimônias de despedida, como o velório.

    Nesse momento, também precisam ser retirados quaisquer objetos metálicos do corpo, incluindo os dispositivos terapêuticos, como marca-passos.

    Depois do velório o corpo é encaminhado para o crematório e precisa ficar mais 24h congelado em câmara fria, para que assim esteja pronto para a próxima etapa!

    A legislação exige um tempo mínimo de 24h, para serem acertados os trâmites burocráticos exigidos para autorizar a cremação. Mas é possível que o tempo de congelamento seja mais extenso, a depender da fila e da capacidade do crematório.

    No momento oportuno, o profissional responsável retira o corpo da câmara fria e o encaminha para a sala de cremação, para ser submetido a um calor intenso dentro de um forno com tecnologia exclusiva para isso.

    Assim, o corpo vai para o forno com as roupas e dentro do caixão, que também tem características diferentes dos caixões para enterro.

    Após a cremação, as cinzas são colocadas na urna escolhida pela família e entregue para o responsável.

    Qual a duração e os resultados da cremação?

    O processo completo dura cerca de 5 horas, a depender da estrutura física do corpo. Um adulto de 70 quilos transforma-se em cerca de 1 quilo de cinzas, um material estável e livre de qualquer contaminação.

    A cremação não emite nenhum poluente na natureza e evita que a decomposição do corpo humano contamine lençóis freáticos, o solo ou os ares, além de inviabilizar qualquer possibilidade de transformar-se em uma substância nociva à saúde humana.

    Você encontra todos os detalhes do procedimento completo da cremação e as tecnologias que o envolvem em: Retornando ao pó: conheça passo a passo o processo de cremação.

    Homenagem póstuma com cinzas de cremação.

    Como é realizada a cerimônia de cremação?

    A realização da cremação não significa abrir mão das homenagens amplamente difundidas no Brasil, como o velório, o culto fúnebre e a missa de sétimo dia.

    Além disso, abre a possibilidade para outras cerimônias e homenagens póstumas

    Já que, os crematórios têm um espaço exclusivo para a realização de cerimônias, de maneira que a família pode preparar o velório normalmente e fazer uma última despedida mais íntima antes da cremação.

    Descubra mais sobre cerimônias pós-morte em: Qual o significado simbólico do cortejo fúnebre?

    No Brasil não é permitido que outras pessoas além do profissional responsável acompanhem o momento da cremação, mas a despedida no cerimonial do crematório pode ter diversos formatos diferentes, a depender da vontade e da crença dos amigos e familiares.

    Assim, a cerimônia de cremação torna as possibilidades de homenagem mais amplas

    Além disso, aqueles que consideram a visita ao túmulo essencial, podem manter esse hábito, colocando as cinzas em um cemitério.

    Por outro lado, as homenagens póstumas podem ser ressignificadas, uma vez que escolher o que fazer com as cinzas é uma maneira de realizar cerimônias bastante pessoais, voltadas para o estilo de vida e para as vontades, crenças e desejos do falecido.

    Quanto custa a cremação?

    Com os planos funerários, a cremação tem tido um ótimo custo benefício em comparação com o preço do enterro, que custa em torno de R$5 mil na maioria das regiões do Brasil.

    Com a cremação não há gastos futuros, com manutenção de jazigos, exumação, reinumação, aluguel de ossário, entre outros procedimentos exigidos quando se opta pelo sepultamento. 

    Afinal, a não ser que você tenha um jazigo perpétuo – o que gera um custo de manutenção eterno para todas as gerações da família – o corpo raramente ficará sepultado no mesmo lugar por mais de cinco anos.

    A cremação custa de R$2.500 a R$5.000, podendo variar para mais ou para menos a depender das escolhas em relação a velório, caixão e urna para cinzas. No entanto, essa é uma taxa única, não há gastos futuros.

    No máximo gastar-se-á com o aluguel de uma gaveta para urna no cemitério, caso a família deseje manter as cinzas em um lugar sagrado.

    Você encontra mais informações sobre esse assunto em: Você sabe quanto custa a cremação no Brasil? Descubra agora.

    Quais são as vantagens da cremação?

    Diante de tudo que discutimos nesse artigo, conclui-se que a cremação é vantajosa porque:

    1. O custo-benefício é muito maior que o do sepultamento;
    2. O procedimento é totalmente sustentável;
    3. Todas as cerimônias são realizadas normalmente;
    4. A cerimônia de cremação possibilita homenagens mais amplas, acolhendo todos os gostos e religiões;
    5. É uma solução necessária para superar o problema de superlotação nos cemitérios;
    6. O procedimento usa uma tecnologia que impede a poluição ambiental;
    7. O resultado é totalmente anti séptico, ou seja, impede a transmissão de vírus e doenças infecciosas;
    8. É recomendada pela Organização Mundial da Saúde em tempos de pandemia por covid-19.

    Além disso, há novas pesquisas em relação aos problemas de sepultar um corpo contaminado por coronavírus. Confira: Coronavírus pode ser transmitido ao se visitar túmulos nos cemitérios?

    Entenda melhor a importância da cremação em 2021 no seguinte artigo: Tudo o que você precisa saber sobre sepultamento em tempos de Covid-19. 

    Deixe um comentário