• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Cemitério Vila Nova Cachoeirinha

    Até 1968 famílias da Zona Norte de São Paulo precisavam recorrer a cemitérios da Freguesia do Ó, Vila Formosa ou Tremembé para enterrar seus entes queridos. Isso mudou quando a prefeitura providenciou o Cemitério Vila Nova Cachoeirinha. Hoje ele está há mais de 5 décadas atendendo a população e continua recebendo melhorias.

    O território de mais de 350.000 metros quadrados conta com diversos jardins e sepulturas, tanto na modalidade vertical quanto horizontal em gavetas. Ele está na av. João Marcelino Branco, sem número, entre a Freguesia do Ó, Vila Brasilândia e Casa Verde. Seu atendimento ao público é 24h para todas as suas instalações modernas e recém-reformadas.

    cemiterio vila nova cachoeirinha

    Localizado na Avenida João Marcelino Branco, s/n, no bairro de mesmo nome do cemitério, em São Paulo (SP), sob o CEP: 02610-000

    O cemitério  está aberto para serviços funerários somente em horário comercial, assim como a maioria dos cemitérios em São Paulo. No entanto, quem precisar de assistência ou quiser visitar um ente querido conta com serviço de atendimento 24h ao dia.

    Como chegar?

    O Cemitério Vila Nova Cachoeirinha é um importante ponto de referência no bairro e na região de São Paulo onde está localizado. A Av. João Marcelino Branco, onde fica o cemitério, é próxima a diversos pontos importantes locais, como o Hospital Municipal Maternidade Dr. Mário de Moraes Altenfelder Silva e o Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha.

    O cidadão paulistano que precisar ir ao cemitério de ônibus ou metrô também possui fácil acesso. Existem cinco linhas de ônibus municipais que levam até o local.

    Estacionamento no cemitério Vila Nova Cachoeirinha

    Até poucos anos atrás uma reclamação frequente sobre o Cemitério Vila Nova Cachoeirinha era sua falta de estacionamento. O espaço ainda não havia sido reformado para permitir o acesso de veículos em seu interior. No entanto, após reformas mais recentes, ele recebeu espaço para carros e motos.

    O estacionamento é pequeno e possui poucas vagas. No entanto, sua infraestrutura é moderna, assim como de outras partes que receberam reformas. Visitantes também podem escolher deixar o veículo em uma das muitas ruas adjacentes ou em estacionamentos privados próximos.

    História do Cemitério Vila Nova Cachoeirinha

    O Cemitério Nova Cachoeirinha já possui mais de cinco décadas de história atendendo a população local. Inicialmente, ele foi fundado pela prefeitura para atender a demanda de famílias da Zona Norte que, até então, precisavam recorrer a cemitérios mais distantes para enterrar seus entes queridos.

    Com o tempo, o espaço recebeu diversas melhorias e reformas, tornando-o mais reconfortante para a população. Hoje ele atende mesmo os bairros ao redor da Vila Nova Cachoeirinha graças a sua grande amplitude e serviços de alto padrão.

    Desde sua fundação, o Cemitério Vila Nova Cachoeirinha é administrado pela prefeitura de São Paulo. Ao todo são cerca de 15 funcionários responsáveis por geri-lo e realizar o atendimento ao público. Também existem jardineiros da prefeitura de São Paulo cadastrados no local para realizar serviços de jardinagem.

    Sobre o nome do Cemitério Vila Nova Cachoeirinha

    O cemitério Nova Cachoeirinha recebe seu nome em homenagem ao tradicional bairro paulista fundado em 1933. O mesmo possui profundas ligações com a comunidade nipônica em São Paulo, que já se concentrava no local antes mesmo do bairro ser loteado. Lá também encontram-se locais notáveis para a comunidade, como a Associação Esportiva Nipo Brasileira, que possui 88 anos de atividade.

    Inicialmente o bairro era bastante afastado de outras áreas mais urbanizadas de São Paulo. Com estrada de terra, muitos moradores precisavam andar cinco quilômetros para chegar a serviços básicos, como escolas. No entanto, isso não impediu que a comunidade japonesa criasse raízes, especialmente ao redor da cachoeira localizada no local.

    Além de servir como lazer para a comunidade, a cachoeira também inspirou o nome do bairro, oficialmente reconhecido em 1933. Hoje ela está somente na memória dos mais antigos que ainda residem por ali. A tal cachoeira foi soterrada conforme a urbanização alcançou o local, dando lugar à Avenida Inajar de Souza. Mesmo assim, permanece sendo um ponto importante para o bairro.

    Ossário

    Apesar de não estar em seu projeto inicial, o Cemitério Nova Cachoeirinha passou por diversas renovações ao longo dos anos que incluíram também um ossário. Mesmo assim, o local foi alvo de críticas pela falta de manutenção, ocupação da ala de ossário por usuários de entorpecentes e pessoas em condição de rua.

    Por isso, a prefeitura municipal passou a realizar ronda policial no local para evitar depredação e ocupações irregulares. O ossário também passou por renovações em 2010 e em gestões municipais posteriores. Suas caixas foram trocadas por modelos mais modernos, substituindo também aquelas que haviam sido alvo de vandalismo.

    Em 2020 o cemitério recebeu contêineres com capacidade para armazenar 20 urnas cada devido ao excesso de exumações, momento quando os ossos são retirados de sepulturas.

    Velório

    O Cemitério Nova Cachoeirinha possui espaço destinado especialmente aos velórios em seu interior. Apesar de estar no cemitério desde sua inauguração, em 1968, os mais antigos que conheceram o espaço em seu início sabem que não é mais o mesmo.

    A prefeitura de São Paulo investiu em diversas reformas ao longo dos anos, tanto no velório quanto na capela, que permaneceu desativada por alguns anos. O espaço recebeu nova pintura e um design moderno, ampliando também o número de salas disponíveis.

    Hoje são 10 salas de velório no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha. Todas são amplas, garantindo mais conforto para familiares e amigos. É possível realizar até 15 sepultamentos diários, dependendo da disponibilidade de salas.

    Importância do velório

    O velório é a última despedida de todos que conheceram o falecido em vida. Ao ser realizado devemos garantir um momento de dignidade para o mesmo, além de trazer conforto e um fechamento para os mais próximos. Por ser muito delicado, ele envolve questões emocionais e burocráticas que podem surpreender a família no momento da morte.

    Seu significado e formato varia um pouco de acordo com a religião dos familiares. Em geral, utilizam-se flores para ornar o espaço e caixão. Amigos, entes queridos e conhecidos também podem levar mensagens de adeus e conforto. Para os mais religiosos, esse é um momento de entregar a alma a outro plano, seja através de uma missa, simples oração ou outros ritos.

    Esse último momento de dignidade ajuda muitos a aceitarem a morte a iniciarem seu processo de luto. Ter um espaço para velório no próprio cemitério é essencial para que isso aconteça da forma mais cômoda possível.

    Antigamente, era costume realizar o serviço fúnebre na casa do falecido ou em uma igreja ou capela por ele frequentada. Hoje, cemitérios, como o Vila Nova Cachoeirinha, oferecem todo o conforto que a família pode precisar para esse momento.

    Jazigos e custos

    Por estar localizado em bairro popular e com alto índice de favelização, o Cemitério Vila Nova Cachoeirinha trabalha com um sistema de preços mais acessíveis que de outros espaços paulistanos. A localização de jazigos em quadra geral por 03 anos é ao redor de R$70, enquanto quadra geral com gaveta é ao redor de R$142,07.

    O ossário para locação de 5 anos possui o valor de R$47,38.

    Como e quando é realizada a exumação

    A exumação pode ser realizada passado o período de 3 anos do sepultamento a pedido de um parente ou responsável pelo falecido. O Cemitério Vila Nova Cachoeirinha trata-se de um espaço municipal, por isso, mesmo sem o requerimento da família a exumação pode ocorrer após o prazo de três anos caso exista necessidade de uso do espaço para novos sepultamentos.

    Se não houver contato com a família do falecido os ossos serão alocados a um ossuário comunitário. A única exceção dos prazos é para crianças de até 6 anos. Essas podem passar pela exumação após somente dois anos do sepultamento, caso seja o desejo do familiar mais próximo.

    Principais curiosidades sobre o Cemitério Nova Cachoeirinha

    Além de suprir a demanda da região, o cemitério também conta também uma vasta área de 350.000 m2, com 6764 concessões e 21132 sepulturas. O cemitério foi alvo de diversas notícias e escândalos, especialmente relacionados a má administração e falta de manutenção em gestões municipais anteriores.

    Em 2018 uma reportagem do jornal britânico BBC denunciou o cemitério por ter se tornado moradia para 50 indivíduos em condição de rua. Moradores da Vila Nova Cachoeirinha também já denunciaram o local por falta de manutenção, exposição de restos mortais, excesso de dejetos, entre outros problemas.

    Como resultado, a prefeitura municipal e a subprefeitura de São Paulo realizaram diversas reformas no espaço. Hoje ele conta com novas instalações e policiamento para evitar a ocupação por sem tetos e usuários de drogas.

    Pessoas famosas

    Por ser um cemitério público e administrado pela prefeitura de São Paulo, o Vila Nova Cachoeirinha não possui nomes notáveis entre seus falecidos. O local costuma ser usado para enterros de famílias que residem no bairro.

    O Vila Nova Cachoeirinha, pertencente ao distrito de Cachoeirinha, é conhecido por sua ampla variação demográfica. Portanto, o espaço atende tanto pessoas de classe média quanto moradores de baixa renda de conjuntos residenciais na região.