• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Cemitério Parelheiros

    O cemitério de Parelheiros é conhecido por ser o menor da cidade de São Paulo. Ele possui no total uma área de 1.800 m² e conta com uma construção arborizada e rústica. Tudo isso por ser caracterizado como um dos cemitérios mais antigos da região.

    Cemitério Parelheiros

     

    A localização do cemitério Parelheiros encontra-se no Extremo Sul da grande metrópole de São Paulo. Especificamente na Rua Amaro de Pontes, número 237, no bairro Parelheiros, São Paulo – SP, no CEP 04890-360.

    Os portões ficam abertos para visitação  8:00 às 18:00, todos os dias da semana. 

    como chegar?

    A localização do cemitério Parelheiros encontra-se no Extremo Sul da grande metrópole de São Paulo. 

    Sua construção foi feita em uma grande dimensão coberta por área verde, local este que ainda é conservado de Mata Atlântica. Além disso, o local também faz divisas com os bairros: Grajaú, Marsilac, Recanto Campo Belo e outros.

    Seu acesso pode feito através das Avenidas Senador Teotônio Vilela, indo até o fim para então pegar a Avenida Sadamu Inoue. Chegando assim ao local com eficiência.

    Principais linhas de ônibus de acesso

    O cemitério de Parelheiros também pode ser acessado através das principais linhas de ônibus locais, que são:

    • 6073 – Linha que vem do Jardim Santa Terezinha e tem como destino final o Terminal Varginha;
    • 6L01 – Linha que vem do Marsilac e tem como destino final o Terminal Varginha;
    • 6L02 – Linha que vem do Jardim Eucaliptos e tem como destino final o Terminal Parelheiros;
    • 6L03 – Linha que vem do Cipó do Meio e tem como destino final o Terminal Parelheiros;
    • 6L04 – Linha que vem do Jardim Oriental/Fontes  e tem como destino final o Terminal Parelheiros;
    • 6093 – Linha que vem de Vargem Grande  e tem como destino final o Terminal Varginha;
    • 6000 – Linha que vem do Terminal Parelheiros e tem como destino final o Terminal Santo Amaro;
    • 695Y – Linha que vem do Terminal Parelheiros  e tem como destino o Metrô Vila Mariana;
    • 6091 – Linha que vem de Vargem Grande e tem como destino o Terminal Santo Amaro.

    Contexto Histórico do Cemitério Parelheiros

    A história do cemitério Parelheiros intitula-se através de um contexto histórico que leva consigo um exemplo de cultura religiosa. Isso porque, antigamente, era comum que os católicos fossem enterrados em terrenos da igreja local, o que mais tarde acabou colaborando para o enchimento do local.

    Esse ato de enterrar os católicos na igreja acontecia, pois antigamente, acreditava-se que o corpo que fosse enterrado no local, teria sua alma protegida e guiada pelos santos, pelos anjos protetores e, principalmente, por Deus. Com isso, quanto mais o fiel contribuísse para a igreja durante sua vida, mais perto do altar divino ele seria enterrado.

    Porém, com o passar do tempo e por conta da imigração alemã, a ideia de cemitério foi cada vez mais levada a sério. Uma vez que o espaço estaria ficando cada vez menor e as outras crenças que não eram o catolicismo, foram ganhando espaço.

    Além disso, naquela mesma época, Dom Pedro I, criou uma lei que passou a proibir os enterros dentro do terreno da igreja, o que foi um fato definitivo para a criação de um novo cemitério na região.

    Com isso, chegou-se então ao consentimento dos órgãos responsáveis da época, que era importante criar-se um novo local para sepultar os mortos de maneira digna. Assim, no dia 13 de junho de 1905, criou-se o cemitério Parelheiros no terreno doado pelo próprio imperador Dom Pedro I, um local pequeno localizado na Zona Sul de São Paulo, mas que até hoje abriga falecidos de todas as classes.

    Tipos de sepulturas existentes no local

    O cemitério Parelheiros conta com dois tipos de sepulturas para os falecidos da região. São elas:

    • As sepulturas definitivas que são feitas quando a família do falecido possui um jazigo no local, o que assim gera uma aprovação por parte da prefeitura para se construir uma sepultura.
    • As Sepulturas provisórias que são definidas a partir de um contrato no instante em que se é solicitado a contratação de um funeral. Neste caso, o falecido permanece na sepultura do local por um período de três anos quando adultos e dois anos quando são crianças. Assim que este período de tempo se expira, é necessário fazer-se então a exumação do corpo, transferindo-o para um ossário da região ou até mesmo para um crematório, ficando este destino definido pelos familiares.

    Em que modelo de cemitério o Parelheiros se encontra

    Atualmente existem 3 tipos de cemitérios, onde cada um deles tem uma característica específica de enterrar os mortos. São eles: cemitério vertical, cemitério horizontal e cemitério jardim ou parque.

    Cemitério vertical

    Os cemitérios verticais foram criados com o intuito de suprir a falta de espaço que existe nos cemitérios atuais. Assim, ao invés de covas cavadas, são criadas diversas gavetas enfileiradas uma em cima da outra, para que assim, o espaço seja melhor aproveitado, cabendo um número maior de corpos.

    Cemitério horizontal

    Os cemitérios caracterizados como horizontais, por sua vez, são os mais conhecidos e mais antigos da história. Eles são caracterizados pela cova subterrânea, onde os corpos são enterrados e à vista ficam apenas os túmulos e jazigos.

    Esses túmulos que os cobrem, muitas vezes são feitos em mármore. Porém, em algumas ocasiões é possível encontrar grandes construções com estátuas e mausoléus.

    Este tipo de cemitério, inclusive é o tipo característico do cemitério Parelheiros, onde seus túmulos, em grande maioria, são formados pela construção de pequenas capelas acima da cova.

    Cemitério Jardim ou Parque

    Já neste tipo de cemitério é possível identificar uma grande área verde que se estende por toda a dimensão do local. Eles são planejados exclusivamente para gerar paz no ambiente, deixando-o tranquilo e sereno.

    Assim, quando o local é visitado, as pessoas que vão para prestar homenagem aos seus entes queridos, aproveitam para prestigiar o local, através de uma paisagem natural.

    Existe velório no cemitério Parelheiros?

    Por se tratar de um local pequeno, o cemitério Parelheiros não possui salas de velório. Neste caso, é importante salientar que, quando há o falecimento de um ente que possui um jazigo no local, o velório deve ser feito em um local separado, para então depois ser levado ao cemitério.

    Apesar disso, o espaço para os falecidos pode receber visitas constantes e, apesar de não possuir um estacionamento, ele é caracterizado como um local cheio de culturas e pequenas capelas nos túmulos que guardam um grande contexto histórico do local.

    Importância do velório

    Mesmo que não haja salas de velório disponibilizadas no cemitério Parelheiros é muito importante que haja um velório para que os familiares possam dar um último adeus ao falecido.

    Isso porque, o velório é caracterizado como um momento de despedida, além de ser considerado um ato de amor por aquele que se foi. No contexto religioso, o velório também é muito importante para que através dos cultos fúnebres, a alma do morto possa ser encaminhada para um bom lugar e assim, ele encontre a paz.

    Por isso então, é essencial que se planeje um clima de paz para o momento, homenageando de forma digna aqueles que se foram. 

    Principais curiosidades do cemitério Parelheiros

    Conheça agora algumas curiosidades que fazem parte da história do cemitério de parelheiros:

    Um dos primeiros cemitérios da cidade de São Paulo

    O cemitério é marcado por fazer parte da história da cidade, onde sua criação veio da evolução do enterro que antes era marcado por ser feito nas igrejas locais. Por isso, para quem o visita é possível identificar grandes símbolos antigos religiosos.

    Cemitério arborizado

    Apesar de ser definido como um cemitério horizontal, conforme falado aqui, o cemitério Parelheiros também conta com uma excelente arborização que é responsável por deixar o ambiente mais bonito e calmo.

    Menor Necrópole Paulista

    Por ter sido um dos primeiros a ser criado na cidade, o cemitério Parelheiros é caracterizado por ser o menor da cidade, tendo como título a menor necrópole paulista.

    Apesar disso, o local conta com um espaço organizado, com jazigos de diversos formatos, o que traz então a beleza do local.

    Terreno doado pelo Imperador

    Um dos seus muitos contextos históricos para a formação da cidade de São Paulo está o fato de que ele foi criado através da doação do terreno que antes pertencia a D. Pedro I. Com isso, ele faz parte de um grande simbolismo da cultura local, marcada pela história de grandes responsáveis locais que tomaram posse da região.