• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Cemitério Gethsêmani

    O Cemitério Gethsêmani fica no Morumbi, que está entre as regiões mais nobres e requisitadas de São Paulo.

    Na entrada do cemitério, temos também a Capela da Ressurreição. Você encontra o cemitério e a capela Praça da Ressurreição, número 1, do bairro Vila Sônia.

    A necrópole é de origem declaradamente católica, e foi fundada pela Arquidiocese de São Paulo há exatos 56 anos atrás.

    Devido a sua veia religiosa, o cemitério atrai muitos adeptos da religião em feriados santos e, especialmente, no dia de finados.

    O lugar também recebe muitas visitas de turistas de outros estados por abrigar a sepultura de famosos como Gugu Liberato e Hebe Camargo. Diariamente é possível encontrar fãs que levam flores e acendem velas nos túmulos desses e outros ídolos que descansam no Gethsêmani.

    Conheça a história, os serviços oferecidos, como chegar, os famosos que jazem no lugar e todas as informações que precisa sobre o Cemitério Gethsêmani Morumbi.

    cemitério gethsêmi

    O Cemitério Gethsêmani fica na Praça da Ressureição número 1 e possui fácil acesso pelas avenidas Giovanni Gronchi e Professor Francisco Morato.

    Visitação aos jazigos podem ser feitas das 6h às 18h. O atendimento da secretaria é feito 24h por dia pessoalmente.

    Como chegar?

    Você pode chegar ao Cemitério Gethsêmani também via ônibus ou aplicativos de carona.

    O local conta com estacionamento gratuito para visitantes, além de seguranças 24h.

    Próximo ao Cemitério Gethsêmani você encontra lanchonete, posto de gasolina e comércio diverso para as mais diversas necessidades, além de serviços como cafeteria e sala de repouso que o cemitério oferece.

    História e origem católica

    O Cemitério Gethsêmani é um cemitério particular fundado pela Arquidiocese de São Paulo em 1965.

    Arquidiocese é o poder católico que abrange determinada cidade e outras dioceses menores que administram uma porção menor de bairros.

    Como o cemitério fica no Morumbi, hoje é administrado pela Diocese de Campo Lindo, que é a responsável pela região sul e oeste do município de São Paulo.

    Gethsêmani citado na Bíblia Católica

    O nome Gethsêmani tem origem católica, claro, e aparece nos evangelhos Mateus 26:36 e Marcos 14:32.

    Em Mateus 26:36, “foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Sentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar”.

    Já em Marcos 14:32, “chegaram a um lugar chamado Getsêmani, e disse Jesus a seus discípulos: Sentai-vos aqui, enquanto eu oro.

    Ambas as passagens falam sobre o momento em que Jesus levou seus discípulos ao local para orarem por sua crucificação que seria no dia seguinte.

    O real jardim de Gethsêmani

    O nome significa “Jardim das Oliveiras”, e é conhecido pelos católicos e citado na bíblia como o lugar onde Jesus sofreu angustiado na noite anterior a sua crucificação.

    No evangelho o desespero de Cristo foi tão grande que “seu suor se transformou em gotas de sangue”.

    O verdadeiro jardim Gethsêmani citado no livro católico fica na antiga Jerusalém, no Monte das Oliveiras – que leva esse nome pelas oliveiras que o cobriam na época.

    O Jardim das Oliveiras também é sagrado e citado em outras culturas, como a dos judeus e muçulmanos.

    Hoje, o jardim que nomeia o cemitério ainda existe e fica em Israel. É possível vê-lo do alto do Monte das Oliveiras.

    Estrutura e serviços oferecidos pelo cemitério

    O cemitério tem área total de 135.000m² e conta com jazigos subterrâneos. Assim, o cemitério segue um padrão visual, o que faz com que o lugar tenha aparência agradável e atrativa.

    E falando em beleza natural, um dos destaques do Gethsêmani são as mais de 2700 árvores, das mais variadas espécies, que decoram o terreno e atraem passarinhos para o local.

    O Cemitério Gethsêmani é procurado por pessoas de alto poder aquisitivo e, por isso, possui estrutura de alta qualidade para o conforto dos familiares do ente que se foi. Conheça um pouco da estrutura que o lugar oferece:

    • Segurança 24h, feita por câmeras de segurança e vigias de moto rondando o local;
    • Cafeteria e lanchonete com cardápio variado;
    • 10 Salas de Velório
    • Salas de velório de diversos tamanhos e salas de estar para acomodar parentes e amigos;
    • Carros elétricos para comodidade das visitas e sepultamentos.

    Os serviços oferecidos pelo cemitério dão assistência à família desde a venda de jazigos até coroa de flores e ornamentações para o velório. Os principais serviços oferecidos são:

    • Venda de jazigos simples e duplos – ambos subterrâneos;
    • Capela da Ressurreição pode ser utilizada para velórios, missas de sétimo dia e outras homenagens;
    • Aluguel de salas de velórios de 21 a 56m²;
    • Venda de coroas de flores;

    A secretaria de atendimento funciona 24h por dia para atender a solicitação de qualquer um desses serviços. Encontre as formas de contato no fim do artigo.

    Tipos de jazigo e valores

    No Cemitério Gethsêmani todos os jazigos são subterrâneos e há dois tipos para escolher:

         Jazigo simples com 5 gavetas e sem área de serviço;

         Jazigo duplo com 10 gavetas e área de serviço.

    Ambos os modelos já estão construídos e prontos para uso nas melhores áreas do Gethsêmani.

    Curiosidade: quanto mais perto de personalidades famosas, mais cara é a aquisição do espaço.

    Em cemitérios particulares no Morumbi, a média do metro quadrado fica em torno de R$4.175 – de acordo com o Jornal Extra, o metro quadrado de um apartamento na mesma região chega somente a R$3.178.

    Um jazigo de 5 gavetas no Gethsêmani pode sair de R$11mil e chegar até R$25mil, de acordo com o jornal.

    Para adquirir um jazigo você precisa entrar em contato direto com o cemitério com os seguintes documentos em mãos:

         Identidade e RG;

         CPF;

         Comprovante de endereço e CEP;

         Comprovante de local de trabalho;

         Informações de contato como telefone e email;

         Assinatura de contrato de concessão em duas vias.

    A secretária de vendas fica disponível 24 horas para passar todas as informações sobre como prosseguir com a compra.

    Capela da Ressurreição

    A Capela da Ressurreição, que fica na entrada do cemitério, é querida entre os católicos da região e é aberta para famílias que queiram rezar missas e prestar outras homenagens ao seu ente que descansa em paz – inclusive cerimônias de velório com corpo presente.

    É celebrada a santa missa todos os dias – de segunda a sábado às 12h e aos domingos às 10h e 12h – e todos são convidados a darem as mãos e participarem da oração.

    Em feriados santos e dias de finados são realizadas missas comemorativas que atraem visitas de diversos bairros vizinhos para a capela.

    No dia de finados de 2017 a Capela da Ressurreição foi reinaugurada. A pequena igreja passou por reformas para melhor receber seus admiradores.

    A capela foi ampliada e passou por diversas melhorias em seu interior para modernizar e encantar os novos visitantes.

    O conceito da reforma foi que ao entrar não se encontre um clima mórbido e fúnebre, mas sim a alegria e força da ressurreição.

    A nova Capela da Ressurreição convida a repensar o significado da morte e da ressurreição, e tirar desse momento a tristeza, transformando-o em memórias boas e em forças para seguir.

    Famosos sepultados no Gethsêmani

    O cemitério atrai diversos fãs que, com muito respeito, prestam homenagens aos ídolos que se foram.

    Nomes que aproveitaram o melhor que a vida poderia oferecer, e são ainda citados mesmo após sua partida, hoje descansam na paz dos jardins do Cemitério Gethsêmani.

    Relembre a lista de nomes mais famosos que descansam em paz neste cemitério:

    Hebe Camargo – uma das maiores apresentadoras do país, famosa pelo humor e pelo selinho que dava em seus entrevistados. Morreu aos 83 anos vítima de uma parada cardíaca em casa.

    Gugu Liberato –  apresentador de televisão mais famoso dos anos 80 e 90. Morreu aos 60 anos, devido à queda de uma escada enquanto fazia reformas em casa.

    Jair Rodrigues – cantor de samba e MPB reconhecido internacionalmente. Morreu aos 75 anos de infarto agudo do miocárdio.

    Inezita Barroso – cantora, atriz, apresentadora de um programa que levava seu nome no SBT. Se foi aos 90 anos de insuficiência respiratória.

    André Franco Montoro – governador do Estado de São Paulo entre 1983 e 1987. Morreu aos 83 de parada cardíaca.

    Há dezenas de famosos que descansam neste cemitério, sendo os citados acima os mais conhecidos do público brasileiro.