• Central de atendimento 24h (011) 4780-5608
  • Cemitério do Lajeado

    Mais conhecido como Cemitério de Guaianases, o Cemitério do Lajeado é um dos mais antigos da Zona Leste de São Paulo.

    Fundado no ano de 1904, abrange uma área de 56.970 m², sendo um dos cemitérios paulistanos com maior quantidade de túmulos no formato mausoléu na cidade.

    Mausoléus são um tipo de construções que podem ter em cima dos jazigos, como uma capela, por exemplo.

    Por causa de sua entrada em arco, sem arborização e flores, visualmente o Cemitério do Lajeado pode ser considerado sombrio para algumas pessoas. Entretanto, seu visual interno é mais agradável, contando com uma área mais verde e diversas esculturas.

    Cemitério Lajeado

    O Cemitério do Lajeado está localizado na Estrada do Lajeado Velho, 1490, no bairro de Guaianases, Zona Leste da Capital de São Paulo, sob o CEP:08451-000.

    Para visitação, o horário de funcionamento do Cemitério é das 07:00 às 18:00, ficando aberto todos os dias de segunda à domingo. Já para a realização do velório, funciona 24 horas.

    Como chegar?

    O melhor caminho para se chegar até o Cemitério, seria pela Radial Leste. O local também tem fácil acesso pelas ruas: Gaspar Alvares, Dr. Lourenço de Mendonça, e João da Silva Aguiar.

    Estacionamento no Local

    O Cemitério do Lajeado não conta com estacionamento. Nesse caso, o ideal é buscar por estacionamentos próximos ao local, para que dessa forma a distância até o cemitério não seja tão grande.

    Linhas de Ônibus

    • 2058 São Miguel- Guaianazes
    • 2755 Guaianazes- Metrô Penha
    • 2756 Guaianazes- Metrô patriarca 
    • 2004- Jd. Miriam- Guaianazes
    • 2201 Divisa de Ferraz- Guaianazes
    • 2202 Hospital Itaim- Guaianazes 
    • 312N Term. Cidade Tiradentes –  São Miguel Paulista

    História

    Criado no início dos anos 1900, os sepultamentos costumavam ser feitos em uma pequena área de aproximadamente 8 mil metros, nos dias de hoje esse lugar é conhecido como Cemitério Antigo do Lajeado. Com o crescimento da população e desenvolvimento do bairro foi necessária a construção de outro cemitério para sepultamentos, que hoje se encontra em frente ao antigo.  

    Como a maioria dos cemitérios brasileiros, sua estrutura contém uma forte tendência católica, em seus túmulos adornam estátuas de Santos, Cruzes, pequenas Capelas e outros tipos de acabamento.

    Ossário

    O Cemitério atende parte da população local, que em sua maioria adquiriram túmulos nesta necrópole. 

    Conta com um Ossário para que possam ser armazenados os restos mortais de quem está enterrado lá a mais tempo. 

    O Ossário é um local apropriado para guardar e preservar os ossos daqueles que já partiram, após o corpo ser exumado. Sua estrutura é vertical e com gavetas lacradas.

    Sepultamento

    Devido a superlotação, infelizmente novos sepultamentos estão temporariamente suspensos. O cemitério está no aguardo da liberação de sepulturas para a realização de futuros sepultamentos. 

    Grande parte dos lotes do Cemitério do Lajeado foram vendidos e transformados em Jazigos Perpétuos. Com isso, é importante ressaltar que pessoas que têm direito a serem sepultadas por lá, são porque as famílias já possuem um jazigo no local.  

    Entretanto, os espaços para velório podem ser usados 24 horas para a realização da despedida do ente querido.

    Velório

    No cemitério há 3 salas amplas e bem iluminadas, distribuídas em um corredor interno. As salas podem ser solicitadas mesmo para quem não possui uma sepultura reservada pelo local. Seu funcionamento é de 24h.

    Por que realizar um velório?

    A origem do velório surgiu durante a idade média, um corpo era velado sobre uma mesa por velas iluminando-o, e com pessoas ao redor “vigiando” para ter certeza de que a pessoa tinha morrido mesmo. 

    O Ritual de despedida de um ente querido é muito importante para o processo natural do luto para nós seres humanos. É o último momento que será vista a imagem da pessoa querida, de poder expressar o sentimento, e guardá-las sempre no coração.

    O velório é uma forma de prestar uma linda homenagem à pessoa querida, além de ser um sinal de respeito, carinho e amor por aqueles que o queriam bem. 

    Todas as formas de cerimônia de quem partiu ajudam a enfrentar a saudade e a ressignificar a vida, ajudando as pessoas em um novo recomeço.

    Curiosidades sobre o Cemitério Lajeado

    O Cemitério do Lajeado abriga os antepassados de famílias importantes que fizeram muito pelo desenvolvimento e carecimento do bairro de Guaianases. Dentre elas, podemos destacar as famílias: 

    Teixeira, Pereira, Japequino, Gianetti, Vargas, Radiante e família Veiga Bueno entre outras tantas famílias que foram sepultados no local.

    Saturnino Pereira

    Saturnino Pereira, foi um grande desenvolvedor do bairro de Guaianases. Por longos anos, foi político de todo o bairro e usava de sua influência política para atrair benfeitorias e melhorias para a região.

    Seu nome é homenageado em uma das importantes avenidas do bairro, a Avenida Saturnino Pereira. 

    Sua filha Ruth Pereira Matheus, primeira esposa de Vicente Matheus, ex-presidente do Sport Club Corinthians Paulista, também se encontra sepultada no cemitério do Lajeado.

    Você sabia? 

    A grafia Lageado com “g” é a antiga grafia, segundo os sites oficiais da Prefeitura de São Paulo a grafia oficial é Cemitério do Lajeado.

    E  a palavra Lajeado significa uma área pavimentada coberta de lajes.